Energia Solar no Instituto Gaia em Fortaleza

 

Dia 19, quinta-feira, acontece no INSTITUTO GAIA – Terapias e Estudos Holísticos, uma apresentação do Forno Solar, dentro do Curso sobre Energia Solar.

Data: 19 de Maio de 2011

Horário: 19:00h

Endereço: Rua José Vilar 964 – Aldeota

Telefone: (85)  3224-9770

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Entre Vista com José Albano no SESC POMPEIA em São Paulo

A entrevista não vai ser sobre o forno solar, mas sim sobre fotografia, o que já vale a ida!

SESC POMPEIA
Rua Clélia, 93
São Paulo – SP – Brasil
Tel: [11] 3871-7700 |  [11] 3871-7700
http://www.sescsp.org.br
email@pompeia.sescsp.org.br

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Programa Sustentáculos da TV Brasil sobre o Forno Solar

Dia 09 de Agosto, às 20:30h, o Programa Sustentáculos da TV Brasil, mostra o Forno Solar em funcionamento na Comunidade Sabiaguaba de José Albano. O Programa Sustentáculos é o seu mochileiro ecológico, onde você irá descobrir ideias, iniciativas e ações de pessoas que se uniram em prol de um objetivo comum: o nosso futuro. Segundas, às 20h30 / Sábados, às 18h30

http://www.tvbrasil.org.br/sustentaculos/

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O que é o Forno Solar

 Texto: José Albano

Inventado na Suíça, em 1767, pelo naturalista Horace de Saussure, o forno solar levou séculos para ser difundido pelo mundo. Sua evolução deu um passo decisivo com a utilização de caixas de papelão e o uso de plásticos por duas pesquisadoras americanas, Bárbara Kerr e Sherry Cole e a divulgação pela internet nos sites criados por elas: Solar Cookers International e Solar Cooking Archive.

01

Forno solar do tipo "caixa quente", feito com duas caixas

O forno solar, apresentado nos sites acima, consta de uma caixa de papelão de, no mínimo, 35 por 45 cm, por não mais que 20 cm de fundura, sem tampa, forrada de papel alumínio, contendo no fundo uma chapa de metal pintada de preto, apoiada sobre pequenos calços de madeira. Sobre essa chapa são colocadas as panelas, também pintadas de preto, e com tampas de encaixe para reduzir a saída de vapor. Essa caixa é colocada dentro de uma outra caixa de papelão, maior e mais funda (7 a 10 centímetros maior para cada lado e para baixo), toda forrada com material isolante térmico como jornal picado, lã de vidro, algodão grosso, palha seca ou material similar. Esse conjunto de duas caixas (uma dentro da outra) é coberto com duas camadas de plástico transparente, sendo a primeira presa com grampos, ou tachinhas, a uma moldura quadrada de sarrafos, ou cabos de vassoura, formando uma tampa, e a segunda, a sobre-tampa, maior, cobrindo a caixa inteira, (a parte de cima e os quatro lados), fixada por um elástico. A camada de ar entre a tampa e a sobre-tampa se mantém uniforme graças ao barbante que cruza a moldura de madeira da tampa criando um apoio para o elástico da sobre-tampa que tende a ficar flácido no calor do sol. (Essa forma de cobrir o forno solar difere do modelo americano, mostrado nos sites, e resulta de uma adaptação mais adequada à posição mais alta do sol nas latitudes do nordeste do Brasil).

Além das vantagens da utilização em si, usar um forno solar também significa estar cooperando com a preservação da natureza, reciclando materiais do lixo e usando uma fonte gratuita, renovável, e inesgotável de energia – a energia solar – e, ao mesmo tempo, reduzindo a dependência dos combustíveis fósseis (gás) e dos recursos florestais (lenha e carvão) que provocam desmatamento e cuja queima contribui para o aquecimento do planeta, o conhecido “Efeito Estufa”.

03

Forno solar sobre um carrinho de ferro que facilita a mudança de local.

Nosso objetivo, é divulgar esse modelo de forno solar barato e simples, que utiliza alguns materiais reciclados encontrados no lixo, como caixas de papelão, cabos de vassoura e placas metálicas. Qualquer pessoa que tenha um mínimo de habilidade com ferramentas básicas (como martelo, serrote, tesoura) poderá montar seu próprio forno.
Com o forno solar você cozinha utilizando a luz do sol como fonte de energia. É uma forma de economizar ao mesmo tempo que ajuda a proteger o planeta.

Aqui em Fortaleza, Ceará, onde não falta sol, venho divulgando a confecção e utilização de um forno solar bastante adequado para as regiões próximas da linha do equador, onde o sol incide de maneira direta sobre a superfície, ou seja, o sol a pino. Aprenda a fazer seu forno solar através deste blog. Se quiser entrar em contato, ligue para (85) 3476-8625 ou envie e-mail para jalbanobr@yahoo.com.br.

Porquê usar um forno solar?

1 – Vantagens para o usuário:

- Equipamento barato e fácil de fazer e usar.
– Economiza gás butano, carvão e lenha, sobrando mais dinheiro para a compra de alimentos.
– Reduz o trabalho de cozinhar: toda a comida é colocada no forno ao mesmo tempo e não precisa ser mexida ou vigiada durante o cozimento pois não queima, deixando o usuário livre para outras atividades.
– Menos trabalho lavando panelas pois a comida não queima, não seca, não gruda.
– Pode ser construido pequeno e leve, possibilitando seu transporte para uso no local de trabalho e/ou lazer.
– Promove mais saúde pois a comida cozinha lentamente e a temperaturas mais baixas, preservando os nutrientes.
– Reduz as doenças nos olhos e nos pulmões causadas pela fumaça resultante da queima de lenha na cozinha.
– Não causa incêndios nem queimaduras.
– Pode ser usado com segurança até pelas crianças.
– Produz comida mais saborosa pelo cozimento mais lento, (mais tempo para incorporar os temperos) e pela retenção do vapor e do aroma em panelas fechadas no espaço fechado do forno.
– Possibilita pasteurizar a água e o leite para o consumo da família, reduzindo o risco de diarréia, náusea e vômitos provocados pela contaminação.
– Possibilita fazer conservas e desidratar frutas e sementes, aumentando sua duração.
– Possibilita a fabricação artesanal de fornos para venda assim como a restauração, conserto ou reforma de fornos usados.
– Possibilita ao usuário promover cursos ou oficinas para ensinar a fazer e usar fornos solares, uma fonte de renda ainda inexplorada e de grande potencial de crescimento.
– Possibilita fazer e vender, sem custo de combustível, pães, bolos e biscoitos assados ao sol, aumentando as fontes de renda da família.
– Pode ser útil como material didático em projetos de feiras de ciências nas escolas públicas e particulares.
– Possibilita o uso em outras tarefas como a esterilização de instrumentos, derretimento de ceras ou parafina, tingimento de tecidos, etc.
– Possibilita a utilização, em dias nublados, como ambiente térmico, para completar o cozimento de alimentos fervidos em fogão convencional, pela capacidade de manter o calor por muito tempo.
– Promove a participação pessoal do usuário na campanha mundial pela preservação do meio-ambiente.

2 – Vantagens para o meio-ambiente:

- Possibilita grande redução no uso de combustíveis fósseis como gás butano ou querosene que poluem a atmosfera e que vão se esgotar.
– Possibilita grande redução no uso de combustíveis renováveis como a lenha e o carvão que poluem a atmosfera e contribuem para o desmatamento com suas conseqüências graves para o meio-ambiente como a erosão e o empobrecimento dos solos, a poluição das águas, a redução das chuvas e da oxigenação do ar e o avanço do processo de desertificação.

O forno solar não dispensa totalmente o uso do fogão tradicional, pois você vai precisar, de vez em quando, preparar ou aquecer um alimento de manhã, ou à noite, fazer um café, ou cozinhar em dias de chuva. Também não é possível fazer frituras no forno solar.

9 Comentários

Arquivado em Uncategorized